Durante a gestação, um dos principais hormônios atuantes é a progesterona, além de ser responsável pela produção do leite, aumenta a sensação de fadiga, dimensão do útero, temperatura basal e frequência respiratória.

A taxa metabólica basal e a produção endógena de calor, se elevam durante a gestação para valores superiores aos verificados no período pré-gestacional, além desse aumento fisiológico, existe o aumento da temperatura durante a realização de atividade física.

Após acordar, é identificado um aumento de 0,5 ºC e 1,0 ºC. Ao longo do dia pode surgir a sensação do corpo quente e calafrios, porém é normal, a mulher não precisa se preocupar, tudo isso ocorre pelo processo da mudança hormonal.

Nos primeiros 45 a 60 dias o risco de a temperatura aumentar mais do que 1,5º C (hipertermia), pode provocar malformações fetais. Exercícios físicos prolongados e de grande impacto efetuados em locais quentes e úmidos devem ser evitados no 1º trimestre, pois é teratogênico (tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez).

Estudos indicam que no final da gestação e após o parto, é o período no qual a temperatura da mulher mais aumenta, e por isso é comum aquela sensação de frio intenso assim que o bebê é retirado do útero.

A seguir, veja algumas dicas de como manter a temperatura basal em casos de desconfortos, principalmente em dias de calor e durante as atividades físicas:

– Utilização de roupas com tecidos leves;

–  Permanência em local ventilado;

–  Banho morno;

– Compressas frias na testa, nuca e axilas;

– Ingesta de água ao longo do dia e durante as atividades física;

– Alimentação adequada;

– Efetivação de atividades físicas leves a moderadas acompanhada por um profissional de Ed. Física;

– Avaliação médica para os casos de temperaturas a partir de 37,8 ºC com aumento gradativo após realização das orientações anteriores.

Fontes:

https://www.revistas.ufg.br/rir/article/view/62357/34612, acesso 13/04/2021

https://acrossperformance.com.br/2017/10/04/gravidez-e-exercicio/#:~:text=Durante%20a%20gravidez%2C%20a%20termorregula%C3%A7%C3%A3o,trimestre%20pode%20ser%20potencialmente%20teratog%C3%AAnico., acesso 13/04/2021

https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232013000200013&script=sci_arttext, acesso 13/04/2021

Imagem: Shutterstock