A Síndrome de abstinência neonatal corresponde a um grupo de problemas que ocorrem em recém-nascidos expostos a drogas consumidas pela mãe durante a gravidez.

O uso de bebidas alcoólicas pela gestante pode levar a síndrome de abstinência neonatal porque o álcool passa pela placenta para o bebê. O bebê “bebe” junto com a mãe.

Ao nascimento, a criança pode estar dependente do álcool. Como ela não recebe bebida alcoólica após o nascimento, os sintomas de abstinência podem ocorrer.

Esses sintomas geralmente surgem 1-3 dias após o nascimento, mas podem demorar até uma semana para aparecerem. Podem incluir:

A equipe de saúde que cuida do recém-nascido tem que dar atenção aos problemas de alimentação e ganho de peso. As crianças que vomitam ou que são muito desidratadas podem precisar de fluidos por uma veia.

As crianças com síndrome de abstinência neonatal são muitas vezes difíceis de acalmar.

Devem ser balanceadas suavemente e aconchegadas com um cobertor ou manta.  Também se deve reduzir o ruído e a luminosidade do ambiente

Referência: Maria dos Anjos Mesquita – Membro do Grupo de Estudo dos Efeitos do Álcool na Gravidez da SPSP – Neonatal abstinence syndrome. National Institute of Health [Internet]. 2014 Jan [cited 2015 Mar 27]. Available from: http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/ency/article/007313.htm

 

Fonte:

Sociedade Brasileira de Pediatria. Gravidez sem álcool. Síndrome Alcoólica Fetal (SAF). Síndrome de abstinência neonatal. http://www.gravidezsemalcool.org.br/o-que-e-sindrome-de-abstinencia-neonatal/