É direito e dever do homem participar do planejamento reprodutivo. A paternidade não deve ser vista apenas como uma obrigação legal, pois é um direito do homem a participar de todo o processo de decisão, ou seja, decidir junto com a mulher sobre ter ou não ter filhos. Se optar por ter filhos, participar de todo o processo, como:

  • Estar presente nas consultas de pré-natal
  • Participar e auxiliar em todo trabalho de parto
  • Ajudar com o bebê
  • Participar na educação da criança

Em adolescentes e jovens adultos

Os direitos são os mesmos para todos. Os adolescentes e os jovens adultos devem ser reconhecidos e respeitados por escolhas sexuais, reprodutivas e serem livres de qualquer tipo de preconceito por isso.

É importante que os jovens tenham acesso a todas as informações necessárias através de conversas com os pais ou com um profissional de saúde, Informações como:

  • Métodos contraceptivos
  • Quais são os exames preventivos e como pode realizar
  • Elaborar um planejamento de vida
  • Ter consciência da responsabilidade da paternidade.

Enfermeira Orientadora Mariana de Santana Galhasso.

Fonte: POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO

INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM

(Princípios e Diretrizes). Disponivel em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_atencao_saude_homem.pdf