A “preparação” das mamas para a amamentação, tão difundida no passado, não tem sido recomendada de rotina. A gravidez se encarrega disso. Manobras para aumentar e fortalecer os mamilos durante a gravidez, como esticar os mamilos com os dedos, esfregá-los com buchas ou toalhas ásperas, não são recomendadas, pois na maioria das vezes não funcionam e podem ser prejudiciais, podendo inclusive induzir o trabalho de parto.

Durante a gestação a natureza prepara o seio para a amamentação. Ocorrem modificações naturais (fisiológicas) no organismo da mulher desde a gestação, preparando para a fase da amamentação: as mamas ficam maiores, as aréolas (parte escura da mama) tornam-se mais escuras e resistentes pela ação dos hormônios e a hidratação é promovida pelas glândulas de Montgomery (pontinhos na aréola parecidos com espinhas) Por isso, não existe a necessidade de fazer exercícios para estimular as mamas e mamilos, lavar com esponjas ou usar hidratantes.

É importante usar sutiã confortável, de alças largas, preferindo o de algodão. Não realizar pressão sobre a mama para verificar se está saindo leite e não utilizar cremes e pomadas na parte escura da mama (aréola e mamilo).

Banhos de sol nas mamas por 15 minutos, até 10 horas da manhã ou após as 16 horas, ou banhos de luz com lâmpadas de 40 watts, a cerca de um palmo de distância são recomendados.

Durante o pré-natal converse com o seu médico ou enfermeira sobre suas dúvidas em relação ao aleitamento. Essa orientação é muito importante para dar maior segurança e confiança para que a amamentação ocorra de forma adequada e eficaz.

 

Fonte

SAÚDE DA CRIANÇA Aleitamento Materno e Alimentação Complementar http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_aleitamento_materno_cab23.pdf

Manual de Normas e Rotinas de Aleitamento Materno http://www2.ebserh.gov.br/documents/16692/3913225/Anexo+Portaria+22+-+GAS+-+manual+de+Aleitamento+Materno.pdf/474cca5c-5bca-45d7-9404-466568935778