O bebê é considerado Recém Nascido desde que nasce, até o 28 º dia de vida.

O contato íntimo entre mãe e bebê (pele a pele) na primeira hora após o nascimento é muito importante, pois ajuda no reconhecimento e reforça o vínculo entre mãe e filho.

 

OS PRIMEIROS CUIDADOS AINDA NA SALA DE PARTO SÃO:

1° Corta-se o cordão umbilical e coloca-se o CLAMP, que é um dispositivo que prende o coto umbilical, e que fica a uma distância de 2 a 3cm da barriga do bebê. É muito importante a limpeza da base do coto umbilical com álcool etílico 70% ou clorexidina alcoólica 0,5% a cada banho e a cada troca de fraldas.

2° Coloca-se uma gota de nitrato de prata a 1% no canto de cada olho. Logo em seguida massageia-se suavemente as pálpebras deslizando-as sobre o globo ocular para fazer com que o nitrato de prata banhe toda a conjuntiva.

3° Realiza-se a verificação do peso e da medida da estatura, do perímetro cefálico, do peito e do abdome.

4° Logo em seguida aplica-se vitamina K para prevenir sangramentos no recém-nascido.

5° Coleta-se sangue da mãe e do cordão umbilical para determinar os antígenos dos sistemas ABO e Rh.

6° E por fim é feita a identificação do RN registrando a impressão do pé da criança e da digital da mãe. Essa identificação é feita no prontuário e nas três vias da Declaração de Nascido Vivo. Pulseiras devem ser colocadas na mãe e no RN, contendo o nome da mãe, o registro hospitalar, a data e hora do nascimento e o sexo do RN.

Os recém nascidos que não apresentarem nenhum problema de atenção maior, devem permanecer com suas mães e ser transportados juntos ao alojamento conjunto.

Fontes:
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas.
Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os profissionais de saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. – Brasília : Ministério da Saúde, 2011.