O Preservativo Feminino é um método de barreira acessível e eficaz contra infecção pelo vírus HIV/aids, IST´s como sífilis, gonorréia, hepatites virais, HPV entre outros, além de prevenir uma gestação indesejada.

O preservativo feminino pode ser fabricado com borracha á base de látex ou borracha nitrílica, é usado internamente na vagina, podendo de ser colocado algumas horas antes do ato sexual. E entre as suas vantagens é que não necessita aguardar ereção do pênis.

O Ministério da Saúde distribui por ano mais de 10 milhões de camisinhas femininas gratuitamente, para toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

Onde retirar?

Saiba que a retirada gratuita de preservativo nas unidades de saúde é um direito seu e por isso, não devem ser impostas quaisquer barreiras ou condições para que você os obtenha. Retire quantos preservativos femininos você julgar que necessite.

Caso você não saiba onde retirá-los, ligue para o Disque Saúde (136).

Como usar?

O preservativo feminino é bem maior que o masculino, pois envolve todo o colo do útero e os grandes lábios.

Possui 15 centímetros de comprimento e 8 cm de diâmetro e dois anéis flexíveis. Um é móvel e fica na extremidade fechada, servindo de guia para a colocação do preservativo no fundo da vagina. O segundo, na outra ponta, é aberto e cobre a vulva (parte externa da vagina).

Veja o passo a passo abaixo:

 

OBS: O Gel Lubrificante á base de água deve ser usado juntamente com preservativo, evitando que este seja danificado, reduzindo a chance de rompimento durante a relação sexual.

Cuidados ao usar preservativo feminino

  • O preservativo feminino deve ser guardado em local fresco e seco.
  • Nunca abra a embalagem da camisinha feminina com os dentes ou outros objetos que possam danificá-la.
  • Retirar o preservativo após a relação de preferência antes de a mulher levantar-se, para evitar que o esperma escorra do interior do preservativo.
  • O preservativo deve ser usado desde o começo do contato entre o pênis e a vagina.
  • Não usar com a camisinha masculina, pois pode romper ou estourar.
  • Uso de um preservativo feminino em cada relação sexual. Usar o preservativo mais de uma vez não previne contra as IST´s e gravidez.

 

Referências

Ministério da Saúde. Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Preservativo. < Disponível em http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/prevencao-combinada/preservativo> Acesso em 31/10/2020.

Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Saiba por que o preservativo feminino é uma excelente alternativa preventiva. < Disponível em http://www.blog.saude.gov.br/index.php/servicos/52918-saiba-por-que-o-preservativo-feminino-e-uma-excelente-alternativa-preventiva> Acesso em 31/10/2020.

Ministério da Saúde. Direitos Sexuais, direitos reprodutivos e métodos anticoncepcionais. Caderno nº2. Brasília, 2010.