É seguro viajar de avião enquanto estiver grávida. Porém, segundo os médicos, o período em que a gravida pode viajar de avião com mais tranquilidade é entre o terceiro e o sétimo mês da gestação.  Mas, a viagem deve ser evitada caso a gestante apresente dores ou sangramento antes do embarque.

O risco de um parto prematuro pode existir entre 28 e 36 semanas e, por isso, há companhias aéreas que possuem restrições. Em outra questão, viagens duradouras elevam o risco de trombose (formação de coágulos sanguíneos).

A autorização vai depender do destino, se é gravidez múltipla, como a de gêmeos e complicações, então, fiquem ligadinhos.

A partir da 36ª semana, algumas companhias podem exigir o atestado médico ou o formulário MEDIF (Formulário padrão de informações médicas para viagens aéreas) no momento do embarque. Se informe antes.  Se informe antes.

Em gestações múltiplas, a declaração deve ser feita após a 32ª semana.

O atestado médico tem um prazo para ser emitido antes de sua viagem, e deve conter as seguintes informações.

  • Origem e destino de sua viagem
  • Datas e horários de saída e chegada
  • Tempo máximo de voo permitido
  • Estimativa da data de nascimento do bebê
  • Idade gestacional
  • Autorização expressa para viagem em avião
  • Parecer médico

Muitas vezes é  indicado uso de meias de compressão para evitar o inchaço nas pernas. Se possível, converse com o seu médico sobre as meias, e beba água regularmente para controlar o inchaço.

É importante que sua saúde e gravidez estejam sobre controle, para que sua viagem seja de bom aproveito.

É aconselhável que as gestantes sigam as seguintes recomendações:

1. Antes do voo: evitar dieta produtora de gases nos dias anteriores à viagem e compensar anemias preexistentes;
2. Durante o voo: manter o cinto constantemente afivelado sobre a pelve, evitando choques na barriga, especialmente perigosos no terceiro trimestre de gestação; evitar alimentos que produzam gases nos dias anteriores e durante o voo. Nos voos com duração superior a quatro horas, fazer exercícios leves com as pernas, visando evitar a imobilidade prolongada.

Fonte:

Conselho Federal de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. DOUTOR, POSSO VIAJAR DE AVIÃO?. Cartilha de Medicina Aeroespacial. Disponível em: https://portal.cfm.org.br/images/stories/pdf/cartilha_medicina_aeroespacialfinal2.pdf. Acesso em: 28/12/2018.