O líquido amniótico também conhecido popularmente como ¨bolsa d´água¨ é responsável por dar suporte ao bebê durante o seu desenvolvimento. O polidrâmnio é o aumento do liquido amniótico que pode ser causada por alterações com a gestante, o bebê ou a placenta;

Conheça as principais causas:

  • Problemas gastrointestinais no bebê: Reduz a capacidade do bebê para absorver o líquido amniótico;
  • Problemas em vasos sanguíneos e placenta: Responsáveis por promover uma maior produção de líquido amniótico;
  • Infecções como rubéola, citomegalovírus, toxoplasmose ou sífilis;
  • Doenças cromossômicas como Síndrome de Down ou Síndrome de Edwards.
  • Diabetes gestacional mal controlada: o aumento das quantidades de açúcar no sangue da grávida faz com que o bebê produza mais urina, aumentando a quantidade de líquido amniótico;

 Como pode ser identificado?

O diagnóstico inicial é realizado clinicamente com base na medida da altura uterina, embora essa medida seja pouco utilizada. Portanto, a ultrassonografia é método mais utilizado, pois identifica o índice de líquido amniótico (ILA) com maior precisão.

Fique atenta: Para melhor investigação, o médico poderá solicitar exames complementares, tais como: Ultrassonografia mais detalhada, amniocentese(retirada de líquido amniótico) ou teste de glicose.

Cuidados e tratamento

Não existe um tratamento adequado para o quadro, sendo a maioria das vezes indicado manter as consultas regulares para melhor avaliação. Também é indicado repouso e tratamento de doenças como a diabetes e infecções causadas por essa alteração.

 Alô Mãe Paulistana