É importante saber o que esta acontecendo com o seu corpo durante a gestação, conhecer o funcionamento da mama é primordial, pois vai ser o principal e a mais importante forma de alimento para o seu bebê crescer de forma adequada.

Logo do início, as mamas se apresentam doloridas formando a rede Haller (é um sinal clínico que surge com a gravidez e refere-se ao aumento da circulação venosa formando uma rede visível sob a pele transparente das mamas).  Por volta de 20 semanas, já inicia a produção de leite materno. Após o parto, logo após a saída da placenta, libera o hormônio Prolactina (responsável pela produção de leite) ficando mais intensa a produção. Sendo assim, deve ser estimulada a amamentação ainda na sala de parto ou no máximo 1 hora após.

Importante saber, quanto mais o seu bebe sugar, mais leite vai produzir.

Além da prolactina, É a ocitocina (hormônio do amor) outro hormônio importante, tem a responsabilidade pela descida mais fácil e mais rápida do seu leite.  Por isso, na hora da amamentação deve estar tranquilo, entender que é uma fase de aprendizado para ambos nas primeiras semanas após o parto. Pois a ansiedade, o estresse é um dos fatores que interferem na produção, devido à baixa liberação hormonal.

Sinais que a ocitocina esta sendo liberada:

  • Você sente uma pressão, sensação de formigamento ou uma fisgada no seio imediatamente antes de amamentar o bebê ou durante a mamada.
  • O leite pinga dos seios quando você pensa no bebê ou ouve seu choro.
  • O leite pinga do outro seio quando seu bebê está mamando.
  • O leite escorre de seus seios quando o bebê larga o seio, durante a mamada.

Nas primeiras semanas, você pode sentir cólica devido às contrações uterinas durante as mamadas, a ocitocina é o principal hormônio que age na involução do útero. As sucções do bebê são profundas e lentas durante a deglutição.

Como é a glândula mamária?

A mama é formada em parte por tecido glandular e em parte por tecido conjuntivo e gordura, e tem a seguinte estrutura:

  • Alvéolo mamário: responsável pela produção do leite
  • Ducto lactífero: responsável pelo transporte do leite dos alvéolos para mama
  • Seio lactífero (mama): estrutura onde se deposita o leite produzido, localizados internamente, mais ou menos na direção da aréola, por isso é necessário que o bebê sugue de boca bem aberta, abocanhando grande parte da aréola (parte escura), para que possa buscar o leite no local onde fica armazenado.
  • Mamilo: estrutura por onde se dará a saída final do leite, evitar que o bebê abocanhe apenas o mamilo, pois isto é o responsável em grande parte pelas fissuras e dor ao amamentar.
  • Aréola: estrutura escura ao redor do mamilo. Deve ser mais visível acima do que abaixo da boquinha do bebê quando ele estiver mamando.

Agora que você já sabe como funciona, e como é a glândula mamária por dentro. Podendo assim, ajudar o seu bebê a ter uma “pega correta”, e uma alimentação mais indicada e sem intercorrências. Já que outros tipos de leite não são feitos para o seu bebê em específico.

http://www.conversandocomopediatra.com.br/website/paginas/materias_gerais/materias_gerais.php?id=136&content=detalhe