É a altura da apresentação, com a bacia materna, seja da cabeça ou das nádegas do bebê na pelve.

Quando meu bebê vai encaixar?

O encaixe do bebê, também conhecido como a insinuação fetal, é um dos momentos mais esperados para a mulher, a partir da 36ª semana, este processo pode ocorrer ou até mesmo no trabalho de parto. A avaliação é realizada nas consultas, a fim de identificar eventuais distócias, displasia congênita de quadril, confirmação de um parto normal seguro e orientações de exercícios que podem auxiliar na virada de cabeça do bebê quando não apresentada.

Quando sei que meu bebê encaixou?

– Aumento das dores na região pélvica;

– Aumento da frequência de urinar;

– Dificuldade para caminhar;

– Entre outras alterações que surgem no final da gestação e que deve ser acompanhada pelo seu obstetra.

O que ocorre quando meu bebê está na posição pélvica?

O Ministério da Saúde (MS) recomenda que os médicos façam uma manobra que se chama Versão Cefálica Externa (VCE) à partir da 36ª semana, e que a gestante assine um termo autorizando o procedimento. O posicionamento do bebê é mudado manualmente, com movimentos feitos na barriga da gestante, similar aos de uma massagem.

O procedimento deve ser feito por médicos capacitados, e após o descarte de possíveis complicações e contraindicações, sendo elas:

 – Trabalho de parto;

– Bolsa rota;

– Obesidade materna;

– Cesariana Prévia;

– Entre outras complicações.

E quando a VCE não é indicada, o que deve ser feito?

É recomendado que o parto cesáreo seja realizado a partir da 39 semana, porém, existem possibilidades de o bebê nascer de parto normal, caso a mulher deseje os riscos deverão ser informados.

Fonte: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2016/marco/31/MINUTA-de-Portaria-SAS-Cesariana-03-03-2016.pdf- acesso dia 19/05/2021 às 12:21

MONTENEGRO, Carlos Antônio Barbosa; REZENDE FILHO, Jorge de. Obstetrícia Fundamental. 13. ed. Rio de Janeiro: Gen e Guanabara Koogan, 2014. 750 p.

Imagem: ZUGAIB, VIEIRA (2020, p.356)