Não é recomendado levar o bebê a praia antes dos seis meses de idade, a pele do bebê ainda é muito frágil e sensível e ainda não pode utilizar protetor solar.

Não se recomenda o uso de protetor solar em crianças com menos de seis meses de idade, devido à sua maior absorção através da pele, e à dificuldade de eliminação do produto causada pela imaturidade do bebê.

O bebê só poderá ser exposto ao sol antes das 9 horas da manhã ou no máximo até às 10 horas da manhã ou no final da tarde após ás 16 horas e pelo tempo máximo de 15 minutos.

Mesmo sob uma barraca de praia, a criança fica sujeita aos raios solares.

A exposição ao sol aumenta a possibilidade do bebê desidratar rapidamente.

Deve-se sempre evitar a desidratação, oferecendo o seio materno com maior frequência.

É preciso um cuidado muito especial na exposição de bebês com menos de um ano ao sol.

Fique atento a sinais como febre, sede intensa, urina mais concentrada em quantidade diminuída, pele seca, olhos fundos, ausência de lágrimas e moleira baixa.

Se for para o sol, aplique protetor solar a cada duas horas;

Passeios ao ar livre, coloque chapéu ou boné nas crianças;

Vista roupas leves (de preferência de algodão) e claras que diminuem a absorção do calor;

Para os bebês que não estão mais em aleitamento materno exclusivo ofereça refeições leves e mais frequentes e com alimentos frescos e bem higienizados.

Fonte: Sociedade brasileira de pediatria\ departamento de neotatologia. //www.sbp.com.br/arquivo/consulta-pediatrica-do-escolar-primeiro-passeio-com-recem-nascido-e-crises-de-birra/