O pré-natal é o momento que compreende desde a concepção até o parto. Mas também corresponde ao período de acompanhamento de toda a gravidez por profissionais na unidade de saúde. Quando a gestante é considerada de baixo risco o acompanhamento é realizado, alternadamente, a cada mês, pelo médico e enfermeiro.

Se for de alto risco, a mulher será acompanhada, além dos profissionais citados anteriormente, pelo médico especializado.

É neste momento que a futura mãe será avaliada e examinada com o intuito de diagnosticar precocemente qualquer alteração que possa interferir no curso normal da gravidez.

Importante lembrar que somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

Deverão ser fornecidos pelo serviço de saúde no pré-natal:

  • O cartão da gestante com a identificação preenchida e orientação sobre o mesmo;
  • O calendário de vacinas e suas orientações;
  • A solicitação dos exames de rotina;
  • As orientações sobre a sua participação nas atividades educativas, como reuniões em grupo e visitas domiciliares;
  • Agendamento da consulta médica para pesquisa de fatores de risco.

É imprescindível a realização do pré-natal, pois além de ficar mais segura com seu acompanhamento, a grávida pode também tirar suas dúvidas e receber orientações pertinentes. Você deve aproveitar esse momento para ser esclarecida quanto às suas dúvidas tanto com relação às alterações do seu corpo quanto ao desenvolvimento do bebê.

Para você entender sua importância apresentaremos os principais pontos referentes ao acompanhamento de pré-natal:

  • Identificar e tratar doenças já existentes e não conhecidas. Geralmente evoluem de forma silenciosa como a hipertensão arterial, diabetes, doenças do coração, anemias, sífilis e etc.
  • Detectar problemas fetais. Algumas má formações em fases iniciais permitem o tratamento intra útero que proporciona ao recém-nascido uma vida normal.
  • Avaliar aspectos relativos à placenta, possibilitando tratamento adequado em casos de alterações, pois sua localização inadequada pode provocar graves hemorragias com sérios riscos maternos.
  • Identifica precocemente a pré-eclâmpsia, que se caracteriza por elevação da pressão arterial, comprometimento da função renal e cerebral, ocasionando convulsões e coma. Esta patologia constitui uma das principais causas de mortalidade no Brasil.

Importante levar o Cartão da Gestante em todas as suas consultas pré-natais e verificar se os profissionais de saúde anotaram informações sobre o que foi realizado nas consultas. É necessário!

Enfermeira Orientadora Mariana S. Galhasso do Programa Alô Mãe.

Fonte :  http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/90prenatal.html

 Brasil. Ministério da Saúde. Assistência Pré-natal – Manual Técnico. 3ed. Brasília (DF), 2000.