Hipertiroidismo e Hipotireoidismo

A tireoide é uma glândula que se localiza na parte anterior do pescoço. Ela produz alguns os hormônios que atuam em diversas formas no corpo, principalmente relacionadas com o desenvolvimento e crescimento de órgãos e sistemas.

Quando há um aumento fora do normal dos hormônios tiroidianos provoca o hipertiroidismo e a diminuição fora do comum, o hipotiroidismo.

A diferença entre uma e outra estão nas causas, nos sinais e sintomas que cada uma apresenta.

O hipertiroidismo é caracterizado pela atividade alterada e sobrecarregada da tiroide e a tirotoxicose é a síndrome causada pelo excesso de hormônios tiroidianos. É preciso diferenciá-las, pois pode haver tirotoxicose sem hipertiroidismo.

Com essa disfunção da tireoide pode acarretar diversas doenças, tais como a Doença de Graves, tireoidite crônica de Hashimoto, acompanhado de alterações oculares, na pele, doenças inflamatórias e até mesmo alteração de peso.

Algumas crianças nascem com hipotireoidismo porque não têm a tireoide ou porque a mesma não funciona bem.

Para diagnosticar com antecedência e por precaução, deve ser feito o Teste do Pezinho, que é feito em recém-nascidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no Programa de Triagem Neonatal, geralmente feito nas maternidades horas após o nascimento.

A criança que tem essa doença desde o nascimento, deve começar a ser tratada de imediato, para ter um desenvolvimento físico e mental normal, e manter o medicamento, que é o hormônio tiroidiano sintético por toda a vida.

Em casos menos graves, o hipertiroidismo pode não apresentar sintomas reconhecíveis ou apresentar apenas sintomas generalizados, como sensação de desconforto e fraqueza.

Com a evolução da doença, pode haver um aumento na tiroide, que pode estar associado a vários outros sintomas e sinais, como hiperatividade, se irrita facilmente, insônia, ansiedade, intolerância ao calor, pele quente e suada, queda de cabelos, aceleração dos batimentos cardíacos, palpitações, nervosismo, mãos trêmulas e suadas, perda de peso cansaço ao exercício, coceira no corpo, sede e aumento do volume urinário e de defecações, redução ou suspensão da menstruação, perda da libido, disfunção erétil, náusea e mal-estar gástrico.

No caso do hipotireoidismo, alguns sintomas e sinais se manifestam: fadiga, fraqueza, intolerância ao frio, desaceleração dos batimentos cardíacos, perda do apetite, rouquidão, inchaço, face mixedematosa, aumento da língua, surdez, depressão, dor nas juntas, intestino preso, menstruação irregular, pele seca e áspera, queda de cabelo, ganho de peso e aumento do colesterol no sangue.

 

Tratamentos

O tratamento de ambas as doenças vai depender da causa. O uso de medicamentos e de cirurgia é indicada na maioria das vezes. Mas sempre lembrando que medicação somente com prescrição médica. Não se automedique.

 

Fonte:

Brasil. Ministério da Saúde. Blog da saúde. Bia Magalhães / Blog da Saúde

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/570-destaques/34362-hipertireoidismo-e-hipotireoidismo-voce-sabe-a-diferenca