Náuseas e vômitos são sintomas comuns no primeiro trimestre da gestação. Quando estes sintomas estão presentes de forma exagerada, pode levar ao diagnostico de hiperêmese gravídica.

A hiperêmese  gravídica  acontece em pequeno número, cerca de 2% das gestações. O seu surgimento e comum entre a quarta e a décima semana de gestação.

Esse tipo de enjoo e vômito obriga a gestante ficar em jejum forçado por muito tempo e pode levar a:

  • Desidratação
  • Oligúria (diminuição da quantidade de urina)
  • Perda de peso
  • Transtornos metabólicos

Em casos graves, pode ocasionar:

  • Insuficiência hepática
  • Renal
  • Alterações neurológica

Causas

Está associada a diversos problemas, a causa mais apontadas por especialistas, são:

  • Aspectos emocionais
  • Adaptações hormonais
  • Gestação múltipla
  • Mola hidatiforme
  • Pré-eclampsia
  • Diabetes

Há outros fatores que podem acarretar vômitos com a mesma gravidade e que devem ser afastados, tais como:

  • Ulcera gástrica
  • Cisto torcido de ovário
  • Gravidez ectópica
  • Insuficiência renal
  • Infecções intestinais

Para definir o seu diagnóstico, é importante excluir outras doenças ou condições que podem evoluir com náuseas e vômitos intensos, tais como distúrbios gastrointestinais, neurológicos, geniturinários, metabólicos e alimentares.

Tratamento

O tratamento depende da avaliação e indicação médica. Geralmente medicamentosa e também depende de alguns cuidados essenciais, como por exemplo:

  • Repousar o máximo possível
  • Evitar situações que você já sabe que te causará enjoos
  • Tomar bastante água
  • Procurar se alimentar com alimentos leves, naturais e em pequena quantidade.
  • Evitar fazer uso de bebida com gás e com cafeína