O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, da Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, emitiu nota informativa com orientações sobre a possível transmissão sexual do zika vírus (ZV) e recomendou o uso de preservativos (masculinos e femininos) por gestantes e suas parcerias sexuais.

Essa forma de prevenção pode impedir a doença na gestação e as complicações decorrentes da transmissão da mãe para o bebê, como a microcefalia.

Saúde alerta sobre possível transmissão sexual do vírus Zika

O Departamento de DST/aids e Hepatites Virais orienta sobre a possível transmissão sexual do vírus Zika e apresenta medidas preventivas em gestantes.

O zika vírus (ZV) é uma arbovirose cuja principal forma de transmissão ocorre através da picada de mosquitos do gênero Aedes sp. Existem relatos na literatura de transmissão sexual do ZV.[1],[2] Ademais, foram isoladas partículas virais em sêmen de indivíduo com sinais e sintomas sugestivos de infecção pelo ZV.[3]

As evidências científicas disponíveis até o momento apontam para um possível estabelecimento de vínculo causal do ZV e a transmissão sexual. Um grupo de trabalho coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com participação do Governo Brasileiro, busca aprofundar as evidências científicas neste campo. Até então as informações existentes nos levam a adotar medidas de precaução.

Considerando o cenário atual de possível transmissão sexual de ZV e as complicações decorrentes da transmissão vertical do vírus, como microcefalia e a associação entre ZV e Síndrome de Guillain-Barrè, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde e do seu Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis/HIV/Aids,  recomenda:

A utilização correta e consistente de preservativos masculinos e femininos em todas as relações sexuais, principalmente para as gestantes e suas parcerias sexuais.

 


[1] Foy BD, Kobylinski KC, Chilson Foy JL, et al. ‘Probable non-vector-borne transmission of Zika virus’, Colorado, USA. Emerg Infect Dis. 2011;17(5):880–882. 2.

[2] Dallas County Health and Human Services, ‘DCHHS reports first Zika virus case in Dallas County acquired through sexual transmission’, 2016. Available online from http://www.dallascounty.org/department/hhs/press/docu ments/PR2-2-16DCHHSReportsFirstCaseofZikaVirus ThroughSexualTransmission.pdf (acesso em 11 DE MARÇO DE 2016).

[3] Musso D, Roche C, Robin E, Nhan T, Teissier A, CaoLormeau VM. Potential sexual transmission of Zika virus; Emerg Infect Dis. 2015, Feb;21(2):359-61.

Fonte:

Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Combate ao Aedes. http://www.blog.saude.gov.br/combate-ao-aedes/50889-gravidas-devem-usar-camisinha-nas-relacoes-sexuais-para-evitar-zikahtml.html 

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/svs/noticias-svs/23203-saude-alerta-sobre-possivel-transmissao-sexual-do-virus-zika%E2%80%8B