No verão e em períodos de altas temperaturas, os alimentos ingeridos requer um cuidado maior em questão de armazenamento, ventilação, higiene e demais cuidados fundamentais, pois os mesmos se deterioram mais facilmente. 

A intoxicação ocorre quando ingerimos alimentos que contenham organismos prejudiciais à saúde, como bactérias, parasitas e vírus. A chance de intoxicação é maior em alimentos mal cozidos, crus, preparados em condições inadequadas de higiene ou que permaneceram muito tempo armazenados ou deixados ao ar livre.

Quais os sinais de intoxicação?

Os sintomas da intoxicação alimentar são bem parecidos com os de uma virose:

  • Indisposição
  • Dor abdominal
  • Flatulência (gases intestinais)
  • Vômitos
  • Distensão abdominal (barriga inchada)
  • Diarreia
  • Febre, em alguns casos.

O que observar antes de comer?

  1. As pessoas que manipulam alimentos estão limpas, com os cabelos presos e protegidos por redes ou toucas, sem adornos (anéis, pulseiras, relógio)?
  2. Os manipuladores lavam constantemente as mãos com água e sabão ou usam luvas descartáveis?
  3. O funcionário do caixa que recebe dinheiro, cartões ou outras formas de pagamento não toca nos alimentos?
  4. O local de preparo é ventilado, organizado e limpo?
  5. As comidas prontas para consumo são conservadas bem quentes (65°C, isto é tão quente que poderia queimar suas mãos) ou bem frias (5°C, como dentro de uma geladeira)?.

Fonte:

  1. Ministério da Saúde. Manual Integrado de Prevenção e Controle de Doenças Transmitidas por Alimentos http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/manual_ dta.pdf 
  2. Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. Disponivel em: http://www.anvisa.gov.br/institucional/snvs/index.htm.