A alergia alimentar é um problema de saúde que pode trazer impacto bastante negativo na vida das pessoas.

O tipo de alergia alimentar mais comum entre bebês e crianças até dois anos é a alergia ao leite. Essa alergia é caracterizada pela reação do sistema imunológico às proteínas do leite, principalmente à caseína (proteína do coalho) e às proteínas do soro (alfa-lactoalbumina e beta-lactoglobulina).

Os principais sintomas nas crianças que sofrem com APVL são: a recusa a alimentos, dificuldade de digestão, diarreia com sangue, assaduras, vômitos, cólicas intensas e urticária (placas vermelhas na pele). Para evitar estas reações, a principal conduta na APLV é não consumir, em sua dieta, alimentos que contenham a proteína do leite de vaca. No caso daquelas que ainda são amamentadas pela mãe, também é necessário que a mãe evite a ingestão de alimentos derivados deste produto.

O Ministério da Saúde tem priorizado ações que visem organizar o cuidado desse público. As crianças com até dois anos de idade, que são alérgicas à proteína do leite de vaca (APLV), terão acesso gratuito, no SUS, a três novas fórmulas alimentares.

Caso seu bebê apresente alguns dos sintomas citados converse com o pediatra que passará todas as orientações referentes a prevenção e tratamento do problema.

 

Fonte

Portal do Ministério da Saúde, disponível em: http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45065-saude-ofertara-formulas-alimentares-a-criancas-com-alergia-a-proteina-do-leite