O que é?

As fissuras são alterações do tecido mamilar. No início do aleitamento materno, a maioria das mulheres sentem uma discreta dor ou desconforto no início das mamadas, o que pode ser considerado normal. Porém, mamilos muito dolorosos e machucados, apesar de muito comuns, não são normais.

Além de dor, a mãe pode perceber rachadura, vermelhidão, temperatura da pele aumentada e as vezes esse mamilo pode até sangrar.

Por qual motivo aparece?

As fissuras surgem como resultado da técnica da amamentação inadequada, como por exemplo a pega do bebê incorreta. Muitas vezes isso acontece ainda na maternidade nos primeiros dias pós-parto.

E por isso é importante o aprendizado do posicionamento para o aleitamento, pega correta do bebê nos primeiros dias, porque essa ação vai determinar o sucesso da amamentação nos próximos dias e meses.

Cuidados e prevenção

É importante sempre atentar-se para pega correta do bebê em cada mamada. O Lábio inferior virado para baixo, o queixo tocando a mama, boca bem aberta, aréola mais visível acima do que abaixo da boca da criança, cabeça alinhada com o corpo e a face voltada para o mamilo.

Mudar a posição de amamentação.

Aplicação do leite ordenhado para lubrificar os mamilos após as mamadas.

Uso de cremes ou pomadas a base de Lanolina.

Não faça!

  • Não faça fricção nos mamilos com toalhas ou protetores de mamilos.
  • Não use sabonetes ou cremes nos mamilos.
  • Não use secador para secar os mamilos.
  • Banho de sol
  • Nunca use casca de banana, pois este é um veículo de bactérias que pode causar uma infecção a Mastite.

OBS: A cicatrização é mais eficiente quando as camadas da epiderme estiverem úmidas.

 

Referências

FEITOSA, DPRA et al. Tratamento para dor e trauma mamilar em mulheres que amamentam: revisão integrativa de literatura, Nursing (Säo Paulo) ; 22(256): 3160-3164, set.2019. < Disponível em https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1026022> Acesso em 14/11/2020.

Jornal de Pediatria. Falta embasamento científico no tratamento dos traumas mamilares. < Disponível em http://www.jped.com.br/ArtigoDetalhe.aspx?varArtigo=1017> Acesso em 14/11/2020.