Muitas mulheres (possivelmente entre 50 e 80%) desenvolvem estrias gravídicas durante a gestação, são resultantes da distensão dos tecidos e tem causa multifatorial, incluindo fatores físicos e hormonais.

Na maior parte das vezes as estrias diminuem e se tornam menos aparentes no pós-parto, contudo, não existem evidências até o momento de que qualquer tratamento seja efetivo para remover as estrias uma vez que elas tenham surgido.

Dois estudos, envolvendo no total 130 mulheres foram inclusas em uma revisão sistemática da Biblioteca Cochrane, que demonstrou que qualquer massagem utilizando cremes pode auxiliar um pouco na tentativa de prevenção das estrias gravídicas.

 

Referências:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf https://aps.bvs.br/aps/qual-o-melhor-metodo-para-prevencao-e-tratamento-de-estrias-gravidicas/