Cada vez aumenta o número de mulheres acometidas por uma sensação de tristeza, desespero e falta de esperança que acontece logo depois que dão à luz.  

A depressão pós-parto é mais tardia e, em geral, surge entre a quinta e sexta semana após o nascimento do bebê e está associada a mudanças físicas e emocionais.

Vários são os fatores associados à depressão pós parto (DPP), mas a mudança hormonal (aumento do estrógeno e a progesterona) é a principal causa e pode apresentar sintomas do tipo:

    • Sentir-se inquieta ou irritada
    • Tristeza e pensamentos negativos;
    • Dor de cabeça;
    • Dificuldade para dormir;
    • Choro fácil e constante;
    • Perda de peso por não ser capaz de comer ou ganho de peso por comer demais;
    • Dificuldade para se relacionar com o recém nascido;
    • Ansiedade e falta de atenção.

Alerta! Em casos mais graves, a mãe pode apresentar delírios, alucinações e tentativa de suicídio, assim como, gerar situações que coloque em risco a vida do bebê.

Como funciona o tratamento?

Em casos leves de depressão pós-parto a orientação, o apoio familiar e ajuda de amigos podem ajudar. Mas, para casos moderados a graves, os principais cuidados são:

    • Indicação de antidepressivos, associado com auxilio de terapias e suporte profissional. Antes de consumir qualquer medicamento, consulte um médico;
    • Reposição hormonal pode ajudar a estabilizar os níveis de estrogênio que acompanha o parto, aliviando os sintomas;
    • Terapia de grupo orientado por psicólogo e/ou psiquiatras.

Depressão pós-parto não é uma condição que se trata por conta própria, e a mudança no estilo de vida ajuda no tratamento. Veja como:

    • Praticar atividade física, manter uma dieta equilibrada e evitar vícios como tabaco e álcool favorece na melhora dos sintomas;
    • Disponibilize um tempo para si mesmo;
    • Mantenha seus pensamentos positivos;
    • Evite o isolamento.

Em caso de dúvidas, procure sua UBS de referência, pois assim, o profissional indicará o melhor tratamento.

Como prevenir a depressão pós parto? 

A melhor forma de prevenir a depressão pós-parto é cuidado de si mesma e da saúde mental. Entre as condutas a serem tomadas estão:

  • Peça ajuda de outras pessoas para que você consiga dormir bem, manter uma alimentação saudável, fazer exercício físico e receber apoio na medida do possível.
  • Arranje tempo de qualidade para si mesma(o).
  • Mantenha pensamentos positivos, sempre!
  • Evite o isolamento.
  • Fique longe de cafeína, álcool e outras drogas ou medicamentos, a menos que recomendado pelo seu médico.

Fonte: Ministério da Saúde. Depressão Pós-parto: causas,sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. Disponível em:  http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/saude-mental/depressao-pos-parto. Acesso em: 11/03/2019.