A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam aleitamento
materno exclusivo por seis meses e complementado até os dois anos ou mais. O leite materno é sem dúvida a melhor fonte de alimento para as crianças, composto por vários nutrientes e responsável por fortalecer as defesas da criança.

É recomendado que a criança seja amamentada na hora que quiser e quantas vezes quiser, isto é, por  livre demanda.  O mais importante é que a mãe dê tempo suficiente à criança para ela esvaziar adequadamente a mama.

Nos primeiros dias, é normal que a criança mame com frequência e sem horários regulares. Em geral, um bebê mama de oito a 12 vezes ao dia. Muitas mães, costumam interpretar esse comportamento como leite fraco ou pouco leite, que faz acrescentar antecipadamente complementos.

O porquê esvaziar a mama?

O leite materno tem 2 tempos:

  • O primeiro tempo (leite anterior) é leite mais claro e rico em nutrientes (vitamina, anticorpos e água).
  • A segunda etapa (leite posterior) é rico em energia (calorias) e sacia melhor a criança, daí a importância de a criança esvaziar bem a mama.

Importante saber! 

O leite do início da mamada tem mais água e mata a sede; e o do fim da mamada tem mais gordura e por isso mata a fome do bebê e faz com que ele ganhe mais peso.

No início da mamada o bebê suga com mais força porque está com mais fome e assim esvazia melhor a primeira mama oferecida.

Comece a mamada pelo peito em que o bebê mamou por último na mamada anterior, assim, o bebê tem a oportunidade de esvaziar bem as duas mamas, o que é importante para a mãe ter bastante leite.

No inicio, as mamadas são curtas. Com o aumento da produção de leite da mãe, aumenta a duração das mamadas, sendo o tempo de duração média de cada mamada 20 minutos.

O esvaziamento das mamas é importante também para o ganho adequado de peso do bebê e para a manutenção da produção de leite sufi ciente para atender às demandas do bebê.

 

Fonte:

  1. Ministério da saúde. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/saude-para-voce/saude-da-crianca/aleitamento-materno#b. Acesso em: 14/11/2018.
  2. BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de
    Atenção Básica. Saúde da criança: Nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação
    complementar / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de
    Atenção Básica. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2009a.