O dia 8 de agosto é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, este dia foi criado para a conscientização e prevenção de doenças cardiovasculares, doenças essas que são a primeira causa de mortalidade no Brasil.

O colesterol é um tipo de gordura essencial para o funcionamento do corpo humano. Ele está presente nos nervos, pele, intestino, cérebro, fígado, músculos e coração. Todavia, quando o colesterol considerado ruim (LDL) se torna excessivo no organismo, problema conhecido por dislipidemia, pode provocar a obstrução de vasos sanguíneos, aumentando o risco para infarto e outras doenças cardiovasculares.

O diagnóstico é feito laboratorialmente, medindo-se os níveis plasmáticos de colesterol total e suas frações (LDL-colesterol ou “colesterol ruim” e o HDL-colesterol ou “colesterol bom”) e triglicérides.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmam que as doenças cardiovasculares representaram mais de 30% dos óbitos no mundo em 2015 e em países em desenvolvimento, como o Brasil, atingiram mais de três quartos das causas de morte.

Colesterol alto em gestantes: Inimigo silencioso!

Durante a gravidez, algumas gestantes apresentam um aumento de 30% a 60% nos níveis de colesterol, principalmente entre a 16ª e a 30ª semana. O aumento acontece porque os bebês necessitam dessa gordura extra para o seu desenvolvimento, e as gestantes, para a produção do hormônio progesterona, estrógeno e hormônio placentário. O acompanhamento com o médico especializado e o nutricionista é imprescindível durante a gestação.

Mudança de hábito

Uma dieta com baixa ingestão de gordura (hipocalórica), pobre em ácidos graxos saturados e colesterol é fundamental para o tratamento da dislipidemia. A atividade física moderada, realizada durante 30 minutos, por pelo menos quatro vezes por semana, auxilia na perda de peso e na redução dos níveis de colesterol e triglicérides.

A hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas que tenham hábitos saudáveis, por isso, além da prática de atividade física e da alimentação equilibrada é importante verificar regularmente as taxas de gordura no sangue e, se necessário, utilizar medicamentos sob prescrição e acompanhamento médico.

A prevenção é o melhor caminho para cuidar do coração! Consulte um cardiologista.

FONTES: Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/53465-dia-nacional-de-combate-ao-colesterol-2. Acesso em 06/08/2019.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. V DIRETRIZ BRASILEIRA DE DISLIPIDEMIAS E PREVENÇÃO DA ATEROSCLEROSE. Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2013/V_Diretriz_Brasileira_de_Dislipidemias.pdf. Acesso em: 07/08/2019.

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Disponível em: https://www.endocrino.org.br/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-dislipidemia/. Acesso em: 07/08/2019.