A dengue é uma doença ocasionada por um vírus transmitido pela picada do mosquito fêmea do aegypti. Nos últimos anos, o país teve centenas de casos de dengue e a população precisa ficar atenta aos sintomas e cuidados necessários. 

Segundo o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado em janeiro de 2018, foram registrados menos casos prováveis de dengue em 2017, 252.054 casos contra 1.483.623 em 2016.

Os sintomas de dengue pode iniciar de forma rápida e durar entre cinco a sete dias. Os principais sintomas são:

  • Febre alta com início súbito (entre 39º a 40º C)
  • Dores no corpo, mais fortes na articulação
  • Dores de cabeça (forte)
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Manchas vermelhas pelo corpo.

Fique atento! Quando apresentar alguns desses sintomas deve buscar o pronto atendimento para avaliação médica.

E em gestantes? 

Na maior parte dos casos, o bebê não é afetado se a mãe pegar dengue durante a gravidez. Porém, na gravidez, as defesas do organismo contra doenças ficam mais fracas, e isso quer dizer que a dengue pode ter sintomas mais graves em gestantes. Na dúvida, converse com o seu médico a respeito.

Na maior parte dos casos, o bebê não é afetado se a mãe pegar dengue durante a gravidez

Prevenção

A melhor forma de prevenir a dengue é não acumular água parada. Saiba que os maiores focos do mosquito estão dentro de casa. Devemos ficar atentos à:

  • Deixar as caixas d’água tampada
  • Colocar areia nos pratos das plantas
  • Guardar garrafas vazias de cabeça para baixo
  • Cobrir os pneus
  • Limpar diariamente a vasilha de água dos animais de estimação.

Importante: Sempre utilizar repelentes, principalmente as gestantes. Crianças menores de 1 ano o uso do produto deve ser utilizado conforme a indicação médica e crianças menores de 6 meses geralmente o uso não é aconselhado.

Fonte:

  1. Ministério da saúde.  Portalms. Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/dengue. Acesso em: 19/12/2018. 

      2. DIVE – Diretoria de Vigilância Epidemiológica. Dengue. Disponível em: http://www.dengue.sc.gov.br/. Acesso em: 19/12/2018.