O cuidado com a ferida operatória pós-cesariana requer toda atenção e deve ser um dos principais cuidados após o parto.

Limpar a cicatriz com água e sabão neutro já é o bastante. Quando realizado de forma correta, evita a formação ou manutenção de crostas hemáticas (restos de sangue), favorecendo a retirada dos pontos e a qualidade final da cicatriz.

Além da limpeza, é necessário ficar atento a indesejáveis sangramentos, aberturas e saída de secreções. Se ocorrer, procure por ajuda médica o mais rápido possível.

IMPORTANTE!

Higienize o local diariamente, de 1 a 2 vezes ao dia. Seque muito bem, preferencialmente com uma toalha limpa. Evite quaisquer produto, seja creme, óleo, pomada, gel, sobre a cicatriz. Não é preciso realizar nenhum curativo sobre o corte, apenas use uma calcinha e roupas apropriadas, de tecido leve que permita a pele respirar.

Na suspeita de que há algo errado na cicatriz você deve imediatamente procurar por avaliação médica. Vale lembrar que os sinais mais frequentes que podem levantar suspeita são vermelhidão súbita na cicatriz ou na pele ao redor, aumento da temperatura local, presença de gotas de qualquer tipo de líquido ou secreção saindo pela cicatriz, abertura de ponto(s) de sutura(s) ou parada de saída de liquido através de drenos quando houver.

Outros sintomas tardiamente, a partir de 1 mês, são: vermelhidão no local da cicatriz, endurecimento do tecido embaixo da cicatriz (fibrose subcutânea) e coceira persistente. Ocorrências do tipo podem estar associada a cicatriz hipertrófica ou até quelóide.

  1. FREITAS, F. et al. Rotinas em ginecologia. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.
  2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia prático do agente comunitário de saúde. Brasília : Ministério da Saúde, 2009. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Disponível em: <http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/guia_acs.pdf>. Acesso em: 01/11/2018.