O Programa de Saúde da Família (PSF) implantado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) são transformadas em Unidades de Saúde da Família, tendo com um de seus principais objetivos a geração de práticas de saúde que possibilitem a integração das ações individuais e coletivas.

As equipes de PSF são formadas por multiprofissionais, sendo médico, enfermeiro, 1 ou 2 auxiliares de enfermagem e 4 a 6 agentes comunitários. Cada equipe tem responsabilidade de um determinado território.

O médico da família deve ser um generalista, deve atender a todos os componentes das famílias, independentemente de sexo e idade. Sua atuação não deve estar restrita a problemas de saúde rigorosamente definidos.

Seu compromisso envolve ações que serão realizadas enquanto os indivíduos ainda estão saudáveis. Ressalte se que o profissional deve procurar compreender a doença em seu contexto pessoal, familiar e social.

A convivência contínua lhe propicia esse conhecimento e o aprofundamento do vínculo de responsabilidade para a resolução dos problemas e manutenção da saúde dos indivíduos.

O enfermeiro desenvolve seu trabalho na unidade de saúde, junto à equipe de profissionais e na comunidade, apoiando e supervisionando o trabalho dos ACS, bem como assistindo às pessoas que necessitam de atenção de enfermagem.

Portanto ambos os profissionais de saúde têm como atribuições realizar a consultas, visitas domiciliares quando necessário, solicitar exames complementares, prescrever e/ou transcrever medicações, conforme protocolos estabelecidos nos Programas e disposições legais de cada profissão, prestar assistência integral aos indivíduos sob sua responsabilidade,  valorizar a relação com o paciente, compreender a família como parte de um processo terapêutico e de confiança, oportunizar os contatos com indivíduos sadios ou doentes, empenhar-se em manter seus clientes saudáveis, quer venham às consultas ou não, ações de assistência nas áreas de atenção à criança, ao adolescente, à mulher, ao trabalhador, ao adulto e ao idoso, realizando também atendimentos de primeiros cuidados nas urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais, entre outros, promover a qualidade de vida e contribuir para que o meio ambiente seja mais saudável.

Enfermeira Orientadora Paloma Martina Rodrigues Barboza. Especialização em Ginecologia, Obstetrícia e Cuidados em Pré-Natal.

Fonte:

Ministério da Saúde. Biblioteca virtual em saúde do Ministério da Saúde e SCIELO BRASIL. Scientific Electronic Library Online. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072008000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=pt e http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd09_16.pdf