Os exames realizados no pré natal, de maneira geral, dão raciocínio clínico, monitora a saúde da gestante e do bebê, e os motivos de sua solicitação deve ser claro para as gestantes. Informando benefícios e riscos, avaliando o conhecimento e suas expectativas.  É importante saber que a confidencialidade dos resultados deve ser garantida.

DEVEM ser solicitados:

1ª Consulta ou 1º Trimestre

  • Tipagem sanguínea e fator Rh – identifica seu tipo de sangue. Se a gestante tem Rh negativo e o pai do bebê tem Rh positivo, ela deve fazer um outro exame durante o pré-natal, o Coombs Indireto. Após o nascimento, caso o bebê tenha Rh positivo, a mulher deverá tomar uma vacina em até três dias após o parto, para evitar problemas na próxima gestação. Você tem direito a essa vacina pelo SUS.
  • Coombs Indireto (se for Rh negativo).
  • Hemograma – identifica problemas como, por exemplo, anemia (falta de ferro no sangue), que é comum na gravidez e deve ser tratada.
  • Glicemia de jejum – mede a quantidade de açúcar no sangue. Se estiver alta, pode indicar diabetes, que deve ser cuidada com dieta, atividade física e, às vezes, uso de medicamentos.
  • Exame de urina e urocultura – identificam a presença de infecção urinária, que deve ser tratada ainda durante o pré-natal.
  • Sorologia para sífilis (VDRL);  identificam a sífilis, uma doença sexualmente transmissível que pode passar da gestante para o bebê durante a gravidez. Quando não tratada, a sífilis pode causar aborto, morte do feto, parto prematuro, baixo peso ao nascer, malformações, e morte do recém-nascido. Em caso de teste positivo, tanto a gestante quanto seu(sua) parceiro(a) devem ser tratados o mais rápido possível, pois caso o(a) parceiro(a) não se trate, a gestante pode ser reinfectada.  Leia mais aqui (sífilis na gestação)
  • Sorologia anti-HIV – identificam o vírus causador da AIDS, doença que compromete o sistema de defesa do organismo, provocando a perda da resistência e da proteção contra outras doenças.
  • Sorologia para Hepatite B (HbsAg) – identificam o vírus da hepatite B, que pode passar da mãe para o bebê durante a gravidez. Caso você tenha o vírus, seu bebê poderá ser protegido se receber a vacina e a imunoglobulina para hepatite B nas primeiras 12
    horas após o parto.  Leia mais aqui (Hepatite B).
  • Toxoplasmose IgM e IgG – identifica se a mulher tem toxoplasmose. Esta doença pode ser adquirida pela ingestão de alimentos contaminados. Leia mais aqui (Toxoplasmose e gestação)
  • Ultrassonografia Obstétrica/ Morfológica  (conforme solicitação médica)
  • Parasitológico de fezes (se houver indicação clínica)
  • Exame da secreção vaginal (se houver indicação clínica)
  • Citopatológico de colo de útero (se for necessário). Leia mais aqui (gestante pode fazer papanicolau?)

2º Trimestre

  • Teste de tolerância para glicose com 75g, se a glicemia estiver acima de 85mg/dl ou se houver fator de risco (realize este exame preferencialmente entre a 24ª e a 28ª semana).
  • Coombs indireto (se for Rh negativo)
  • Ultrassonografia Obstétrica/ Morfológica  (conforme solicitação médica)

3º Trimestre

  • Hemograma 
  • Glicemia em Jejum 
  • Coombs Indireto (se for Rh negativo)
  • Sorologia para a sífilis
  • Sorologia anti-HIV
  • Sorologia para Hepatite B (HbsAg)
  • Refaz o exame de Toxoplasmose se o IgG não for reagente
  • Urocultura + Urina tipo I
  • Ultrassonografia Obstétrica/ Morfológica  (conforme solicitação médica)
  • Bacterioscopia de secreção vaginal – com coleta anovaginal do estreptococo do grupo B entre 35-37.  Leia mais aqui (Estreptococos do tipo B). 

Fonte:

  1. Ministério da saúde. Manual Técnico do Pré-Natal e Puerpério/Atenção a Gestante e a Puérpera no SUS-SP. Disponível em: http://www.saude.sp.gov.br/resources/ses/perfil/gestor/destaques/atencao-a-gestante-e-a-puerpera-no-sus-sp/manual-tecnico-do-pre-natal-e-puerperio/manual_tecnicoii.pdf. Acesso em: 03/11/2018.
  2. Ministério da saúde. Caderneta da gestante. http://www.mds.gov.br/webarquivos/arquivo/crianca_feliz/Treinamento_Multiplicadores_Coordenadores/Caderneta-Gest-Internet(1).pdf. Disponível em: http://www.mds.gov.br/webarquivos/arquivo/crianca_feliz/Treinamento_Multiplicadores_Coordenadores/Caderneta-Gest-Internet(1).pdf. Acesso em: 03/11/2018.