A multivacinação basicamente é a atualização da caderneta de vacinas da criança e do adolescente.

A Poliomielite é uma doença causada pelo poliovírus selvagem, mais comum em crianças menores de 5 anos. Transmitida principalmente por água não tratada, alimentos mal lavados, fezes e secreções dos contaminados (espirro, tosse, saliva, etc.). Pode deixar sequelas como: Paralisia de uma das pernas, pé torto, atrofia muscular, dificuldade para falar, problemas e dores nas articulações, entre outros. A doença pode ser evitada por meio da vacina.

Felizmente a doença já foi erradicada do nosso país desde 1991 graças a vacinação.

A grande preocupação é que nos últimos anos a adesão as vacinas tem diminuído cada vez mais, fazendo com que doenças que já não circulava mais, volte a circular, como por exemplo o Sarampo e a Rubéola. Daí a importância de pais e responsáveis aproveitarem essa prorrogação da vacinação para levar as crianças aos postos. É de extrema importância aumentar a cobertura vacinal contra poliomielite, além de atualizar a caderneta de vacina de nossas crianças, contribuindo para eliminarmos os riscos da circulação dessas doenças.

Apesar da Pandemia Covid-19, as unidades básicas de saúde estão capacitadas para atender conforme o protocolo de segurança toda a população. Vacinar é prevenir, e a prevenção é melhor do que tratamento.

 

Referências

Ministério da Saúde. http://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/poliomielite

Secretaria da Saúde. https://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/sp-prorroga-campanha-de-multivacinacao-e-poliomielite-ate-dia-13-de-novembro/

Organização Panamericana da Saúde (OPAS). https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6318:neste-dia-mundial-de-combate-a-poliomielite-opas-incentiva-paises-a-manter-a-vacinacao-contra-a-doenca-para-prevenir-surtos&Itemid=875