O bruxismo é uma atividade involuntária que afeta muitas pessoas. É caracterizado pelo hábito de ranger ou apertar os dentes involuntariamente, tanto no período diurno como noturno.

Durante a infância, o bruxismo é mais severo nas crianças em idade pré-escolar (2 a 4 anos) devido às características estruturais e funcionais dos dentes, embora também apareça em crianças maiores.

Fatores emocionais, hereditários, e mecânicos podem ser apontados como principais causas do bruxismo infantil.  A primeira pode acontecer na troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes. Fique atento!

Como perceber os sintomas do bruxismo infantil?

A quebra dos dentes, o desgaste e outros sintomas só vão aparecer quando a criança já estiver rangendo os dentes por um longo período. Portanto, é importante estar atento em algumas queixas comuns, como:

  • Dores de cabeça ao acordar;
  • Zumbido nos ouvidos;
  • Sensibilidade nos dentes;
  • Dores e distúrbios nas articulações. ( queixa de dor ao abrir e fechar a boca).

O pediatra, por ser o profissional da saúde a estabelecer contato direto com a criança, desenvolve um importante papel no diagnóstico, atuando no reconhecimento do problema e encaminhado a criança aos demais profissionais.

O tratamento consiste em um trabalho multidisciplinar que abrange a odontologia, aos médicos que acompanham a criança e também a psicologia.

Vale lembrar:  Apenas um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

BRUXISMO NA INFÂNCIA
Chatarine Martins et, al. Resumos dos trabalhos apresentados na 16ª Jornada Odontológica de Bauru. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-77572003000300014.
ZENARI, M, S; BITAR, M, L. Fatores associados ao bruxismo em crianças de 4 a 6 anos. Pró-Fono Revista de Atualização Científica. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-56872010000400018&lng=en&nrm=iso&tlng=pt .