Brotoeja é o nome popular da miliária, uma dermatite inflamatória que afeta bebês e crianças pequenas.

Ambientes quentes e úmidos, excesso de roupas e agasalhos, assim como febre alta favorecem o aparecimento dessas lesões. O suor excessivo causa uma inflamação nas glândulas sudoríparas. Por conta dessa inflamação o suor fica retido e causa irritação.

A característica da brotoeja é o aparecimento de áreas vermelhas na pele, com pequenas bolhas no centro. Podendo aparecer pequenas erupções no rosto, pescoço, ombro, barriga ou peito. Deixando o bebê bem irritado, devido a coceira e também por “pinicar” o local.

Não há necessidade de exame específico para diagnosticar definitivamente a brotoeja, o diagnóstico é clínico e feito pelo médico. Na dúvida, procure por avaliação médica.

Quando é mais comum aparecer?

  • Após a queimadura de sol
  • Dias quentes e úmidos
  • Em casos de febre
  • Calor excessivo ocasionado por roupas em excesso ou ambiente superaquecido.
  • Uso de talco e cremes que entopem os poros da pele

Como prevenir?

  • Evitar usar muita roupa, principalmente em dias quentes
  • Manter o ambiente fresco e arejado no verão com a ajuda de aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores. Mas, deve ser evitado exposição direta na criança.
  • Procurar evitar exposição ao sol de forma excessiva
  • Evitar cobri-lo demais, principalmente quando estiver quente
  • Proporcionar ambiente fresco e adequado para a criança.

Ao contrário de outras doenças de pele, a brotoeja não é acompanhada de febre e geralmente desaparece sozinha e sem a necessidade de tratamento. Não é contagiosa nem deixa marcas ou cicatrizes na pele.

Fonte:

Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponivel em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/brotoeja/52/. Acesso em: 22/12/2018.