Existem diversos métodos anticoncepcionais disponíveis atualmente. Dentre eles um dos mais utilizados são os métodos hormonais, mais conhecidos como pílulas anticoncepcionais.

A puérpera pode utilizar esse método de contracepção desde que observados importantes fatores, principalmente a composição do produto.

O uso do anticoncepcional durante a amamentação é seguro e não faz mal para o bebê. No entanto, é importante que sua fórmula seja composta apenas pelo hormônio progesterona para que isso não altere a produção de leite, que é a principal fonte de nutrição do bebê.

Esse produto é recomendado por sua eficácia na contracepção sem interferir com o aleitamento materno. Os anovulatórios orais contendo estrogênios são contraindicados devido ao risco de redução da produção do leite, especialmente durante período de amamentação exclusiva.

Contraceptivos com base em progesterona também são apresentados na forma injetável.

Sua utilização deve se iniciar 40 dias após o parto havendo ou não a ocorrência de menstruação.

Os comprimidos precisam ser ingeridos diariamente de preferência no mesmo horário. A forma injetável deverá ser administrada a cada três meses.

 

Fonte

Biblioteca Virtual em Saúde. Atenção primária em Saúde. https://aps.bvs.br/aps/como-iniciar-o-metodo-hormonal-contraceptivo-no-puerperio/

Manual do ministério da Saúde: AMAMENTAÇÃO E USO DE MEDICAMENTOS E OUTRAS SUBSTÂNCIAS https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/amamentacao_uso_medicamentos_outras_substancias_2edicao.pdf