As crianças devem mamar no peito até pelo menos os dois anos de idade, sendo que até seis meses seja de forma exclusiva. Desta forma, a maioria das mulheres retornará ao trabalho ainda enquanto seus filhos mamam.

Portanto, mesmo que a mulher trabalhe em período integral, não é necessário interromper a amamentação.

Como evitar o desmame precoce?

Se possível, peça para o cuidador levar o bebê até você durante o horário de trabalho ou aproveite a hora do almoço para ir em casa amamentar.

Se isso não for possível, comece a se preparar para a volta ao trabalho alguns dias antes, retirando leite e guardando no congelador.

O leite deve ser armazenado em recipiente com tampa, preferencialmente de vidro, limpo, esterilizado por fervura. Na geladeira, o leite dura até 12 horas, e, no congelador, 15 dias.  

Se for necessário transportá-lo, faça-o em embalagem térmica e apenas depois de o leite já ter sido refrigerado, se não o leite valerá apenas por 6 horas.

Identifique todos os potes com a data de coleta, para poder controlar as validades.

Armazene em pequenas quantidades, para não desperdiçar caso a criança não o aceite.

Faça o descongelamento na geladeira e, para reaquecer, coloque em banho-maria, com fogo desligado (aqueça a água até a fervura, desligue o fogo e só depois coloque o recipiente).

Depois de descongelado, o leite não pode voltar ao congelador. As sobras devem ser descartadas. Para entender melhor a técnica da ordenha, consulte: Como colher e estocar o leite materno???

Durante o período de trabalho, procure retirar o leite nos mesmos horários em que o bebê mamaria e, em casa, aproveite todos os momentos para oferecer o peito (antes de sair de casa, assim que retornar, durante a noite, nos dias de folga), para que não haja diminuição da produção.

 

Alô Mãe Paulistana