Seu bebê está ficando bem pesadinho, com 2,400g e com aproximadamente 45 cm. Lembrando que, tamanho ideal é bastante relativo, pois tudo vai depender da genética dos pais.

Nesta fase, o feto segura-se com firmeza e se orienta espontaneamente a luz; o sistema nervoso está suficientemente maduro para efetuar algumas funções integrativas.

 Na consulta de pré natal, o médico solicitará a realização do exame de Streptococcus do tipo B, também conhecido como “Exame do cotonete”. Este exame é muito importante, e consistem em passar um cotonete na região da vagina e do ânus para detectar a presença da bactéria. Se porventura der positivo, não se preocupe, pois será realizado administração de antibiótico na veia. O objetivo central é evitar que a bactéria entre em contato com o bebê na hora do parto, pois este pequeno ser não tem ainda imunidade suficiente para combatê-la, visto que sua imunidade é ganhada ao longo da vida, através das vacinas e da amamentação. E mesmo que se for parto cesária, não inibe a realização do exame, pois esta bactéria pode estar alojada em membranas do abdômen. Por isso não deixe de realizá-lo.

Quanto aos órgãos do bebê, seus rins já estão desenvolvidos, e o fígado já iniciou seu funcionamento.

Está difícil para caminhar? E para dirigir? Todo cuidado é pouco ok!? Caminhar é bom, mas não exceda seu ritmo. E se ao dirigir não estiver mais espaço para sua barriga, o melhor é parar.

Fontes:

MOORE, Keith L.; PERSAUD, T.V.N. Embriologia Clínica. 8. ed. Canadá: Saunders Elsevier, 2008. 536 p

MONTENEGRO, Carlos Antônio Barbosa; REZENDE FILHO, Jorge de. Obstetrícia Fundamental. 13. ed. Rio de Janeiro: Gen e Guanabara Koogan, 2014. 750 p