A Rede de Proteção à Mãe Paulistana também é Rede Cegonha é uma estratégia do SUS que tem como objetivo assistir a gestante durante o ciclo de gravidez, desde as consultas de pré-natal (no mínimo sete), o parto, o puerpério até o segundo ano de vida do bebê.

Orientações Iniciais:

A mulher com suspeita de gravidez deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima à sua residência, trabalho ou escola e realizar o Teste de Gravidez. Se confirmada a gestação, são pedidos alguns exames e imediatamente é feito o cadastro no Programa.
Para cadastrar-se, é necessário ter o cartão SUS. Caso a gestante não o tenha, é preciso apresentar RG e comprovante de residência para que o cartão seja emitido.

Como funciona para receber o vale-transporte:

A futura mamãe recebe o vale-transporte, se houver necessidade para chegar à Unidade de Saúde para consultas e exames. Todas as gestantes recebem um cartão da SPTrans, cujos créditos são liberados conforme a necessidade de utilização, após avaliação na consulta médica.

Que exame é feito para confirmar a gravidez?

Teste imunológico de gravidez na urina ou dosagem de β HCG na urina ou no sangue.

Confirmada a gestação, devem ser feitos os seguintes exames:

Na 1ª Consulta/ Acolhimento ( 1º trimestre)

  • Hemograma Completo
  • Protoparasitológico
  • Urina Tipo I
  • Glicemia de jejum
  • Sorologia para Toxoplasmose (IgG e IgM)
  • Sorologia para HIV
  • Sorologia de Hepatite B (HbsAg e AntiHBc)
  • Sorologia para Sífilis – Solicitar também para o(s) parceiro(s)
  • Teste Rápido para HIV e Sífilis
  • Tipagem sanguínea (ABO) com fator Rh (no caso de Rh negativo: COOMBS indireto se negativo, repeti-lo a cada 4 semanas)
  • Ultra-som obstétrico ( preferencialmente entre a 11ª semana até 20ª semana)

2º Trimestre

  • Urina Tipo I + Urocultura;
  • Glicemia de jejum, a partir da 24ª semana + GTT 75g nos casos com fator de risco para Diabetes Gestacional
  • Colpocitologia oncótica: se nunca colheu ou se colheu há + de 3 anos

3º Trimestre
Com 28 semanas:

  • Urina I + Urocultura
  • Sorologia para Sífilis
  • Sorologia para HIV
  • Ultra-som obstétrico

Entre 35 e 37 semanas:

  • Cultura de secreção vaginal e anal para Estreptococo grupo B

Obs.: Verificar se a gestante iniciou suplementação com ácido fólico (40 gotas = 0,4mg/dia) nos 3 meses que antecedem a concepção ( se não, iniciar e manter até 14ª semana de gestação).
Introduzir suplementação de Carbonato de cálcio (1 cp de 1250mg /dia) e sulfato ferroso(40 mg de ferro elementar/dia) para todas as gestantes a partir de 16ª até a 37ª semana com a finalidade de prevenção da Pré-eclâmpsia e da Anemia, respectivamente.

Que vacinas devem ser aplicadas?

Aplicação da antitetânica, em três doses imunizantes ou reforço naquelas anteriormente imunizadas.
Para os casos avaliados como gestação de alto risco, são necessários exames mais complexos.

Para todos os recém-nascidos nos hospitais/ maternidades públicas municipais:

Teste de Triagem Neonatal (TTN), conhecido como “Teste do Pezinho”, que é um exame preventivo que permite fazer o diagnóstico de várias doenças congênitas, como sintomas inespecíficos ou assintomáticos. Possibilita tratamento precoce ou consegue minimizar riscos/sequelas. É colhido preferencialmente do 3º ao 7º dia de vida.Antes da alta hospitalar, o neonatologista/pediatra realiza o exame ocular, incluindo o reflexo vermelho. Exames para detecção e tratamento precoces de glaucoma ou catarata congênitos. Caso dê alguma alteração, a criança será imediatamente avaliada pelo oftalmologista.

Quem tem direito a participar do programa Mãe Paulistana

Toda gestante residente no município de São Paulo.

Quando a gestante poderá entrar no programa?

Em qualquer momento. Quanto mais cedo começar o pré-natal, melhor para a mãe e para a criança que vai nascer.

Como fazer a inscrição?

Basta comparecer numa Unidade Básica de Saúde (UBS) e fazer a inscrição no sistema SIGA. Clique aqui para encontrar a UBS mais próxima da sua residência.

O que o programa oferece à gestante?

Acompanhamento das consultas do pré-natal;
Realização de todos os exames necessários para acompanhar a gravidez;
Garantia de referência para um hospital da região onde mora;
Transporte municipal gratuito para realizar consultas e exames, durante a gravidez e no primeiro ano de vida da criança;
Consultas e exames para a criança;
Enxoval básico para o bebê.

Todas as gestantes têm direito ao transporte gratuito?

Sim, desde que haja a necessidade de utilizar o transporte para chegar até a unidade de saúde para consultas ou exames. Todas as gestantes recebem um cartão da SPTrans-Mãe Paulistana, cujos créditos são liberados conforme a necessidade de utilização, após avaliação na consulta médica.

Quem recebe o enxoval do bebê?

Gestantes residentes na cidade de São Paulo, que tenham realizado o pré-natal na rede municipal de serviços de saúde.

Como é o enxoval?

O enxoval contém: 1 bolsa, 1 cobertor, 1 toalha, 2 macacões curtos, 2 macacões longos, 2 body, 2 culotes, 1 casaco com capuz e 4 pares de meias

Além de se inscrever, o que a gestante deve fazer para participar do programa?

A gestante deve comparecer a todas as consultas, realizar todos os exames solicitados, participar do grupo de gestantes, levar a criança a todas as consultas e realizar os exames solicitados pelo pediatra.

Como esclarecer outras dúvidas sobre o programa?

Para gestantes e puérperas, o telefone é 0800 200 0202

Caso você tenha outras dúvidas, entre em contato com o Alô Mãe – 0800 200 0202